Em função da maioria da população viver aglomerada nos grandes centros urbanos, os grupos sociais se aproximam geograficamente através de uma cultura de massa ditada pelos meios de comunicação.

Não é por outro motivo que as massas, sejam da América, Europa ou Ásia, apreciam e produzem a mesma arte, vestem as mesmas roupas, gostam das mesmas comidas. Não é por razão diversa que os estilos, as maneiras, as tradições, enfim, a cultura de cada povo vem dando lugar, em larga medida, a uma cultura universal.

Exatamente por não partir diretamente dos povos, mas ser sempre uma imposição de cima para baixo, a cultura de massa se mostra indiferente e imune às profundas diferenças existentes, por exemplo, entre japoneses e italianos, ou entre norte-americanos e árabes: todos consomem o mesmo hambúrguer e tomam coca-cola.

Portanto, a cultura de massa é fabricada pela ideologia que se apresenta como sendo a própria cultura. Porém, a cultura de um povo jamais poderá ser a cultura de massa, já que a construção da cultura popular se dá pela experiência histórica de um povo, que mediante sua própria história constrói sua identidade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: